SER RADIOAMADOR - "UM RISCO À VIDA!"

25-07-2015 11:24

"SER RADIOAMADOR - UM RISCO À VIDA!"

TEXTO EDITADO E DIVULGADO POR NOSSO COLEGA FERNANDO PU2YBT

 

 

Há tempos que denunciamos o que ocorre em um país de terceiro mundo, envolvendo uma das atividades mais fascinantes (na nossa opinião, é claro!) o radioamadorismo: Com o crescimento da população e desenvolvimento tecnológico, aliados à facilidade em se conseguir equipamentos de radiocomunicação  leia-se, para nossas faixas nós, radioamadores, cidadãos de bem, membros ativos da comunidade, dentro da lei e a favor da lei, estamos sofrendo sérias ameaças não só no que se refere a praticar uma atividade perfeitamente legal no País, mas a nossa própria integridade física e moral.
   De um lado, bandidos que olham o radioamador como um possível agente da lei, visto que tem rádio no carro ou na cintura. Do outro lado, agentes da lei que olham o radioamador como um possível bandido, visto que tem rádio no carro ou na cintura. Alguns chegaram a dizer para colegas nossos que "operar rádio é ilegal, que só a Polícia tem esse direito". Uma estupidez, mas estamos na América do Sul...
   Por estarmos em área de fronteira, dispensa comentários o que se passa por aqui. Basta ver o noticiário, acessando os jornais online. Mas o que tem nos preocupado muito são os constantes casos de constrangimentos e até mesmo abusos cometidos por autoridades desinformadas. Se nosso colega radioamador, com seus equipamentos OK, COER no bolso e licença da estação no porta luvas do carro trafegar em rodovias federais da região, com toda certeza será fiscalizado, mas sempre sob a suspeita de ser um "batedor" a serviço do crime.
  Para piorar a situação, órgãos da segurança pública estão fazendo o tipo de fiscalização que compete à ANATEL, através de agentes devidamente habilitados, com conhecimento técnico e equipamentos pertinentes. Estamos recebendo informações de equipamentos apreendidos por não constarem numa lista própria de homologados, quando na realidade o equipamento, fabricado nos anos 80 estão dispensados de tal certificação. Alguns agentes confundem equipamentos para radioamadores com equipamentos para a Faixa do Cidadão. Outros exigem uma nota fiscal de um aparelho fabricado há 30 anos, que pela legislação tributária, também estão isentos de tal.
     Enfim, ser radioamador no Brasil significa ser molestado, constrangido e ainda apanhar de bandidos
     Sugestão para os colegas: fortaleçam suas associações (ou melhor, unam-se, ó classe desunida!), afiliem-se à LABRE. Munam-se de cópias da legislação do radioamadorismo e da Norma Geral das Telecomunicações. Acrescentem uma lista dos rádios "homologados". Não se esqueçam do COER, da Licença da Estação e guarde uma cópia autenticada no porta luvas, caso seu carro seja conduzido por um familiar ou empregado. Temos relato de uma idosa que ficou 12 horas trancafiada junto com a família para interrogatório, porque o veículo do neto tinha um rádio VHF instalado e a licença não estava à mão.
      Finalizando, tenha sempre o telefone de um bom advogado. Você um dia pode precisar.

 

PU2YBT Fernando.